O BYOD (Bring Your Own Device) é uma tendência mundial que, como o próprio nome sugere, estimula os colaboradores das empresas a trabalharem a partir de seus próprios dispositivos móveis.O uso de aparelhos pessoais costuma facilitar a com" />O BYOD (Bring Your Own Device) é uma tendência mundial que, como o próprio nome sugere, estimula os colaboradores das empresas a trabalharem a partir de seus próprios dispositivos móveis.O uso de aparelhos pessoais costuma facilitar a com"/>
Núcleo de Relacionamento com o Cliente – NRC
(11) 3067-2820 ou 4003-1858
29 jul 2013

BYOD uma tendência que tem tudo a ver com UC&C

O BYOD (Bring Your Own Device) é uma tendência mundial que, como o próprio nome sugere, estimula os colaboradores das empresas a trabalharem a partir de seus próprios dispositivos móveis.O uso de aparelhos pessoais costuma facilitar a comunicação interpessoal, uma vez que comumente os indivíduos carregam smartphones e tablets, por exemplo, para a maioria dos lugares que vão, seja a trabalho, seja a lazer.

Com a consumerização de TI cada vez mais forte, é esperado que grande parte dos funcionários utilize seus próprios dispositivos para terefas profissionais, o que muitas vezes dispensa a necessidade de investir em novos equipamentos com frequência e realizar treinamentos longos e cansativos sempre que um dispositivo é substituído.

Ao trabalhar com seus próprios aparelhos, os colaboradores ganham agilidade e otimizam os processos principalmente por já estarem familiarizados com os recursos disponíveis no equipamento.

Com o uso das Comunicações Unificadas e Colaboração, é possível unir as ferramentas necessárias para a rotina de trabalho à tendência BYOD de modo que todos possam usufruir de uma mesma tecnologia a partir de dispositivos diferentes.

Antes de liberar completamente o Bring Your Own Device, é preciso analisar a necessidade do uso de dispositivos móveis dentro e fora da empresa. Para organizações que contam com recursos de UC&C, o BYOD pode ser fundamental para o bom funcionamento e fácil acesso das aplicações, pois permite a realização de audiconferências, webcasts, videochamadas, entre outros, a qualquer momento e de qualquer lugar.

Apesar do BYOD já estar presente em muitas companhias, a questão da segurança é uma preocupação real. Para evitar problemas, o ideal é definir estratégias e políticas de uso, levando em conta questões legais e financeiras que devem ser acordadas por escrito.

Após definir o projeto de BYOD e criar planejamentos de como ele deverá ser usado, a escolha do serviço de UC&C também é um passo importante. Optar por uma marca que oferece facilidades para dispositivos móveis e ferramentas voltadas para este tipo de equipamento é fundamental para que a nova política da empresa dê certo e faça com que todos os colaboradores trabalhem da melhor maneira possível.

É comum que o CAPEX das companhias seja reduzido com o BYOD, porém o OPEX é aumentado, pois a tendência requer ampliação na rede, a fim de suportar um maior tráfego de dados e questões gerais de manutenção, incluindo suporte especializado para diferentes sistemas operacionais.

Criar uma política de boas práticas é uma boa ideia para aqueles que estão implantando o BYOD.Monitoramentos constantes do processo são imprescindíveis, bem como acompanhar as novas tecnologias disponíveis e sempre atualizar todos os dispositivos fazendo com que todos contem com os mesmos recursos e possibilidades.

© 2016 Voitel – Soluções de Comunicação