Núcleo de Relacionamento com o cliente - NRC: (11) 3067.2820 ou 4003.1858

Blog

E aquele olho no olho em reuniões à distância?

As reuniões à distância vieram para ficar!

Neste novo modelo de comunicação a forma de interação mudou, porém continua sendo essencial.

O olho no olho e o contato físico eram as fontes de aproximação entre as pessoas, equipes, parceiros e clientes, tanto para construção de ideias, desenvolvimento de projetos, como na realização de novas descobertas.

A virtualidade também tem propiciado essa interação, inclusive com um pouco mais de empatia. Estamos treinando mais o olhar, a escuta atenta e a paciência. O ato de falar, calar-se para ouvir e responder vem se tornando um hábito.

E para que uma reunião tenha o máximo de aproveitamento, mantenha atenção em alguns pontos para ampliar a conexão com o interlocutor.

Olho no olho
Manter o contato visual aumenta a conexão e demonstra atenção ao que a outra pessoa está querendo comunicar. Aproveite para sorrir. Os olhos sorriem e transmitem positividade. Inclinar a cabeça também é um potencial sinal de afinidade.

Postura receptiva
Manter o corpo virado para a pessoa com quem se fala na tela é tão importante quanto o contato visual. Isso denota interesse e receptividade. Evite baixar a cabeça e fazer outra tarefa no computador ou celular, atitudes que indicam o oposto. A ideia é buscar um clima de bem-estar nos encontros, mesmo que pareçam desafiadores.

Gestos
Os gestos podem ser nossos aliados ou inimigos. Um discurso alinhado com movimentos naturais e sem excessos tende a ser mais atraente e menos entediante. Mãos em sincronia com a fala enfatizam ideias e emoções. E isso é visível no vídeo!!!!

Entonação da voz
Falar utilizando um tom de voz médio, nem muito alto nem muito baixo, ajuda a transmitir a mensagem de forma clara e segura. Pronuncie as palavras com tranquilidade e energia, principalmente ao expor ideias, planos ou projetos em uma reunião profissional. A pressa e a ansiedade são inimigas nessa hora. Não tenha medo de falar, cuide dos tropeços nas sílabas e as expressões repetitivas. Essas “escorregadas” podem deixar sua audiência desconectada.

E assim seguimos aprimorando essa comunicação à distância, que a cada dia que passa se torna mais presente no nosso cotidiano.

 

Por Fernanda Moraes Barros – Head de Vendas na Voitel

Compartilhe: