Núcleo de Relacionamento com o Cliente – NRC
(11) 3067-2820 ou 4003-1858
10 dez 2015

Olimpíadas do Rio de Janeiro testarão novas tecnologias

A realização das Olimpíadas de 2016 no Rio de Janeiro representará um desafio tanto em tecnologia quanto em telecomunicações para o Brasil. Para garantir a melhor experiência aos participantes, dentro e fora dos estádios, serão necessários 340 km de fibra ótica, dois data centers no Brasil e seis ao redor do mundo, 12 mil computadores, 600 servidores, 15 mil telefones fixos, 15 mil celulares, 7 mil monitores e telões, equipamentos de cronometragem e medição para atender 42 disciplinas esportivas olímpicas e 23 paralímpicas em 37 instalações de competição.

Os aplicativos exigem infraestrutura robusta para garantir a inteligência competitiva. Como destacou o jornal Valor Econômico, uma dezena de aplicativos móveis começará a rodar durante o evento. A divulgação de resultados em tempo real, antes exigida apenas nas competições com transmissão de TV, será feita para todas as modalidades.

O placar dará lugar a telões em alta definição para exibição de vídeos que também serão transmitidos para os celulares, por meio de aplicativos que transformam os dispositivos em TVs. Até o recurso de “vídeo adjudication” (quando o árbitro recorre a imagens para dirimir dúvidas) estará disponível em vários esportes.

As empresas patrocinadoras vão deslocar centenas de engenheiros especializados para o Rio de Janeiro, vindos de outros Estados e países. Outros 750 jovens de comunidades, na faixa dos 18 aos 25 anos, estão sendo treinados para atuar no suporte de tecnologia. Mais duas mil pessoas com conhecimento de tecnologia serão necessários, segundo a Embratel.

© 2016 Voitel – Soluções de Comunicação