Núcleo de Relacionamento com o cliente - NRC: (11) 3067.2820 ou 4003.1858

Blog

Qual a melhor locação para sua transmissão ao vivo?

Uma das estratégias que podem ser utilizadas pelas empresas para um lançamento de produto, por exemplo, é a organização de eventos. Contudo, nem sempre há tempo ou verba para produzir um grande evento presencial ou mesmo uma série de eventos, em regiões distintas do país. Ainda, quando se deseja atingir um grande número de pessoas, esse modelo pode não ser o mais adequado. Nestas circunstâncias, pode-se optar pela realização de uma transmissão ao vivo.

Nesses casos, há duas opções de transmissão: exclusivamente virtual, utilizando um estúdio fixo, ou em locação externa. Como saber qual a melhor solução?

No momento de definir o local da filmagem, a empresa deve levar em consideração alguns fatores como duração e relevância do evento, número de participantes presenciais (se houver) e remotos, quantidade e disponibilidade de palestrantes, dentre outros.
Vamos supor que a empresa pretende realizar um evento que, por razões estratégicas, deverá contar com a presença do público de interesse no próprio local da transmissão. Neste caso, a locação de ambientes externos, como a uma sala de conferências de um hotel, podem ser mais adequados do que um estúdio fixo.

Locações externas demandam maiores preparativos, uma vez que não são ambientes dotados de mecanismos de controle adequados como os estúdios de gravação. Isso significa que a produção que antecede a filmagem é mais complexa, envolvendo questões como velocidade e estabilidade da conexão, iluminação, recursos audiovisuais e montagem de equipamentos.

Por outro lado, imagine que o palestrante seja o dono da empresa ou outro alto executivo, cuja agenda não permite grandes deslocamentos. Um estúdio fixo montado na própria empresa, neste caso, seria uma solução mais apropriada.

Em um estúdio, as imagens, sons e dados são capturados, sincronizados e enviados a um servidor central na internet. Um link então é gerado, através do qual os participantes remotos acessam a transmissão a partir de seus computadores pessoais ou dispositivos móveis, sem a necessidade de instalação de programas ou aplicativos. Além disso, se o pacote contratado oferecer o serviço on demand, é possível assistir ao evento outras vezes.

Portanto, é fácil notar que não existe uma resposta absoluta. A escolha do tipo de transmissão sempre se subordina a diversos fatores que devem ser cautelosamente pensados pela empresa. É por isso que, antes de qualquer coisa, a melhor solução é contratar uma equipe especializada que realize um diagnóstico que permita tomar a decisão correta.

Compartilhe: